© 2017 - STTAMP - Todos os direitos reservados

Design & Development by VStudios INC

  • Twitter - White Circle
  • Facebook - White Circle

Groundforce-Revisão Salarial

04.12.2017

STTAMP

É com grande satisfação e sentimento de dever cumprido que vimos oficializado por meio de comunicação interna o acordo de revisão salarial celebrado entre os sindicatos STTAMP e SITAVA e a administração da SPDH.

 

A explanação dos termos do referido acordo, nomeadamente no que diz respeito ao pagamento do prémio constituído por metade de um salário base, é o resultado de um verdadeiro processo negocial, ao contrário do que vinha acontecendo nos últimos anos, que culminou num acordo que, não sendo a tradução tácita daquilo que é merecido pelos trabalhadores após terem recuperado económica e financeiramente esta empresa em condições muito adversas, é o acordo possível.

Foi possível principalmente porque não nos foi proposto trocar revisão salarial por prémios, porque o acordo contempla a realização de um grupo de trabalho para reorganização de tempos e cargas de trabalho, e também se iniciará a discussão para renegociação parcial do A.E., onde temos já propostas que em alguns casos se traduzem em ganhos pecuniários para os trabalhadores.

 

Onde mentes perversas vêem "conluio", quem acompanhou o processo negocial constata claramente que este foi gerido pelas partes de forma séria, construtiva, dual e transparente no sentido que se foram esgrimindo argumentos contrários para que cada um atingisse os seus intentos, não significando obviamente que estejamos por esse facto comprometidos de forma perniciosa com a administração da empresa. É necessário estar atento a que tipo de cedências se fazem, e se estas se traduzem em ganhos palpáveis para os trabalhadores. É essa a diferença que demarca este processo dos passados, e que julgamos ser um ponto de viragem de tempos obscuros.

 

Obscura é também a forma artificial como a ANAC está a atrasar a divulgação do resultado da atribuição de licenças de handling para Lisboa, facto que estará alegadamente a atrasar o fecho do contrato com a TAP e, por conseguinte, a materialização da revisão salarial propriamente dita, conforme consta do acordo alcançado. Há que desenvolver esforços, em várias frentes, para que se possa desbloquear este impasse.

 

Em conclusão, aquilo que nos define como Organizações Representativas dos Trabalhadores, a atitude perante o que está errado na nossa empresa e no sector, e ainda é muito, não será nunca beliscada, muito pelo contrário, sendo que estamos a preparar acções acerca de outras questões que a todos preocupam.

 

STTAMP - Mais perto de quem trabalha

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

logotipo STTAMP
Informação relacionada
Please reload

Please reload

Arquivo
Procurar por temas