top of page
  • STTAMP

Groundforce - Ponto de situação


Caros Associados

Como tem sido evidente, assistimos, durante todo este conturbado período, a sucessivos atropelos às condições de trabalho e à terraplanagem dos mais elementares direitos laborais.

São demasiados os pedidos de esclarecimento à empresa feitos pelos trabalhadores, relacionados, em grande parte, com as constantes falhas no processamento salarial. São atrasos na emissão de recibos, acertos atabalhoados que, raramente, são corretos, subtração indevida de valores, entre outros…

Assistimos também à degradação e falta do material operacional e até de material de escritório.

Não fosse tudo isto demasiado mau numa empresa desta dimensão, só podia piorar quando a política de recursos humanos não se adequa nem à realidade nem às necessidades da empresa. Há falta de pessoal em quase todas as áreas, dificuldades no recrutamento de trabalhadores – resultado de propostas de trabalho em condições miseráveis - que obrigam a um sucessivo recurso a trabalho suplementar, a que acrescem as inúmeras alterações de horário, levando ao ponto de exaustão em que os trabalhadores da Groundforce se encontram actualmente.

Também porque tarda em dar-se o início do processo negocial do AE, pelo menos no que à questão salarial diz respeito, que asfixia a vida dos trabalhadores que sentem a brutal escalada do custo de vida, sem que vislumbrem qualquer melhoria salarial, ou que, pelo menos, decorra uma negociação, apesar do STTAMP, já há muito, ter apresentado a sua proposta.

Assim e, face à ausência de respostas por parte da Administração da Empresa e, face ao impasse na vida de tantas pessoas, o STTAMP solicitou, por via de ofício, a resposta às seguintes questões de forma clara e objectiva para que possamos prestar os devidos esclarecimentos aos nossos associados:


  • Qual o ponto de situação da empresa no que ao processo de insolvência diz respeito?

  • É verdade que, se o processo de insolvência, não estiver resolvido até Abril, a NAS deixa de ser solução? Quais as consequências?

  • É verdade que existe uma lista de cerca de 300 trabalhadores para serem dispensados, em consequência da aplicação do plano de restruturação, e quais os critérios?

  • Que soluções ou propostas têm para colmatar as constantes falhas no processamento de salários e o atraso na emissão dos recibos de vencimento?

  • Que acções estão previstas para colmatar as constantes faltas e falhas no material operacional e até as faltas de material de escritório?

  • Porque razão não se requalificam OAE’S, sem funções distribuídas neste momento, visto a dificuldade na contratação de trabalhadores?

  • Por fim, pretendemos saber para quando está previsto o início das reuniões de negociação da revisão salarial.

Foi pedido à empresa o máximo de celeridade na resposta.

Futuramente o STTAMP propõe-se agendar um conjunto de iniciativas, com vista a prestar os devidos esclarecimentos aos associados, que tudo têm feito para que a empresa permaneça sólida e viável como todos desejamos.


STTAMP. Mais perto de quem trabalha!

logotipo sttamp2020 m.jpg
Informação relacionada
Arquivo
Procurar por temas
Siga-nos
  • Twitter Social Icon
  • Facebook Basic Square
Rua dos Vanzeleres, 269 - 3º
226 096 629
917 950 275
geral@sttamp.org

Obrigado pela sua mensagem. Seremos breves na resposta.

bottom of page