© 2017 - STTAMP - Todos os direitos reservados

Design & Development by VStudios INC

  • Twitter - White Circle
  • Facebook - White Circle

Groundforce - Informação aos trabalhadores

31.10.2018

STTAMP

Caros Associados,


Como é do vosso conhecimento, a administração da empresa levou a cabo uma diminuição drástica do número de trabalhadores para o Inverno IATA 2018/2019, nomeadamente trabalhadores com vínculos extremamente precários a empresas de trabalho temporário.


Embora saudemos o facto de a empresa ter optado pela contratação directa, ainda que a termo certo, de trabalhadores temporários que exerciam funções há mais tempo, assim como da passagem ao quadro de efectivos de trabalhadores contratados a termo, julgamos que estas transições passam a definir uma base de recursos humanos manifestamente abaixo dos níveis mínimos necessários para o cumprimento integral dos objectivos comerciais a que nos propomos enquanto organização, mas também dos objectivos de qualidade e segurança (safety/security) a que estamos obrigados.


Foi amplamente testemunhado por todos, o esforço e dedicação destes trabalhadores temporários que, mesmo tendo a situação laboral mais indefinida de todos, sacrificaram a sua vida pessoal, o seu descanso e em muitos casos, a sua saúde, pelo gosto e paixão ao sector e pela perspectiva de futuro que nele depositam.


Num momento em que as oscilações de cargas laborais entre verão e inverno IATA são cada vez mais imperceptíveis, mantendo-se durante todo o ano um nível de assistências muito elevado, a escassez de recursos humanos provocada por este tipo de actuação resultará obviamente na sobrecarga de tarefas aos cá ficam...


Como puderam também verificar, não foi também processado o anexo referente aos retroactivos a Agosto de 2017, que é parte integrante do acordo de revisão salarial, passado que está um ano sobre a sua assinatura. Após várias interpelações neste sentido, o facto de a referida remuneração não estar processada e de ficarmos sem resposta sobre o motivo de tão injustificável atraso, é algo que não podemos conceber nem aceitar.


Paralelamente a este facto sinalizamos a acumulação galopante de horas extraordinárias não pagas ou não processadas, nalguns casos desde o mês de Agosto, revelando a clara ineficácia da nova ferramenta de controlo, registo e validação do trabalho extraordinário, algo sem precedentes a esta escala e totalmente inaceitável.


Pelo que aqui expomos, não nos resta alternativa senão enveredar por formas mais musculadas de demonstração da nossa indignação.


Nesse sentido damos início a um período de zelo absoluto, apelando assim ao cumprimento escrupuloso e integral de todos os procedimentos operacionais, não realização de tarefas não conformes com a caracterização da função e cumprimento de procedimentos das companhias, relembrando ainda que se mantém em vigor o pré-aviso de greve ao trabalho extraordinário, por tempo indeterminado.


É chegada mais uma vez a hora de não olharmos apenas para o nosso próprio umbigo e pensarmos que sociedade queremos deixar aos nossos filhos e netos, na certeza de que esta geração pagará a reforma da geração anterior, e que a forma como intervimos no nosso presente define o nosso futuro, determinando como seremos tratados e responsabilizados perante todos.


“A INJUSTIÇA QUE SE FAZ A UM É UMA AMEAÇA QUE SE FAZ A TODOS.”

BARÃO DE MONTESQUIEU

 

STTAMP - Mais perto de quem trabalha

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

logotipo STTAMP
Informação relacionada
Please reload

Please reload

Arquivo
Procurar por temas